Arenas das Empresas, Notícias do dia

Produção do pré-sal cresce 41% em fevereiro sobre 2016, diz Petrobras

plataforma_de_petroleo_petrobras

A produção brasileira nos campos de petróleo e gás natural do pré-sal operados pela Petrobras atingiu, em fevereiro deste ano, 1,53 milhão de barris de óleo equivalente (boed). O valor representa aumento de 41% em relação a produção de fevereiro de 2016. A informação foi divulgada pela estatal no fim da tarde desta terça-feira. Hoje o papel da empresa caiu 5% pela queda do petróleo e pelo receio de que ações do Tribunal de Contas da União atrasem a venda de ativos da companhia.

De acordo com a Petrobras, em comparação a janeiro deste ano, esse volume registrou uma redução de 3% por causa da parada programada do FPSO Cidade de Paraty, no campo de Lula Nordeste, e ao fim da fase de testes do SPA, no campo de Búzios.

Exterior

Em fevereiro, a produção total de petróleo e gás natural da companhia foi de 2,82 milhões de boed, sendo 2,703 milhões boed produzidos no Brasil e 113 mil boed no exterior.

“A produção média de petróleo no país foi de 2,20 milhões de barris por dia (bpd), volume 1% inferior ao de janeiro. Esse resultado se deve, principalmente, à parada programada do FPSO Cidade de Paraty, localizado no campo de Lula Nordeste, no pré-sal da Bacia de Santos e ao fim da fase de testes do Sistema de Produção Antecipada (SPA), que operou no campo de Búzios, sob regime da Cessão Onerosa”, esclareceu a empresa por meio de nota.

No exterior, em fevereiro, a produção de petróleo foi de 63,5 mil bpd, volume 8% inferior ao mês anterior. A produção de gás natural chegou a 8,4 milhões de m³/d, 3% abaixo do volume produzido em janeiro de 2017.

Esse desempenho resultou, principalmente, da parada operacional dos campos de Lucius e Hadrian South, nos EUA, em função da limitação de escoamento da produção, que é realizada por meio de facilidades de terceiros.

As informações são da Agência Brasil.

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar