Arenas das Empresas, Investimentos

Petrobras reduz investimentos e produção até 2019

depositphotos_52467875_original

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou a redução do plano de investimentos da companhia para o período 2015-2019 para US$ 98,4 bilhões, o que representa um corte de 24,5% desde a projeção inicial realizada pela estatal. Os US$ 32 bilhões cortados do novo plano são decorrentes da otimização do portfólio de projetos e do efeito cambial, segundo apontou a empresa em comunicado.

Os desinvestimentos para o biênio 2015-2016 foram mantidos em US$ 15,1 bilhões, tendo atingido o montante de US$ 0,7 bilhão em 2015. Quanto aos gastos operacionais gerenciáveis, a companhia afirma que a realização prevista para 2015 permanece em US$ 29 bilhões e que a programação para 2016 está sendo revista.

A nova versão do plano de negócios considera um preço médio para o petróleo Brent de US$ 45 em 2016 e taxa de câmbio de R$ 4,06. Na projeção anterior, o preço do barril estava em US$ 55 e a taxa de câmbio em R$ 3,80.

Produção

Os ajustes na carteira de investimentos resultaram em uma redução da projeção de produção de petróleo no Brasil: de 2,185 milhões de barris por dia (bpd) em 2016 para 2,145 milhões de bpd e de 2,8 milhões de bpd em 2020 para 2,7 milhões de bpd.

Os investimentos previstos para a área de exploração e produção no período 2015-2019 agora são de US$ 80 bilhões, ante US$ 108,6 bilhões na primeira versão do plano.

No relatório, a Petrobras lembrou que em 2015 bateu  o recorde anual histórico de produção de óleo da empresa. A produção média de petróleo da Petrobras no Brasil em 2015 foi de 2,128 milhões barris por dia, volume 0,15% superior à meta estabelecida de 2,125 milhões bpd e 4,6% acima da produção realizada em 2014 (2,034 milhões bpd).

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar