Arenas das Empresas, Resultados

JBS reverte prejuízo do 4º tri e lucra R$ 694 milhões; empresa compra Plumrose, nos EUA

jbs_logo_friboi

A JBS, maior empresa de carnes do mundo, fechou o quarto trimestre com um lucro líquido de R$ 693,9 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 275,1 milhões do ano passado. A empresa teve uma receita líquida de R$ 41,6 bilhões, 11,7% menor que no ano anterior por conta da queda do dólar, que reduziu os ganhos no exterior e das exportações. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda ou Lajida) caiu 0,6%, para R$ 3,113 bilhões.

Além da queda do dólar, de R$ 3,84 para R$ 3,29 no quarto trimestre, a receita líquida da JBS foi afetada pela diminuição de receita da americana Pilgrim’s, de 2,7%, da JBS Mercosul, de 3,5% e da Seara, de 12,8%.

No ano passado, o lucro líquido da JBS foi de R$ 376 milhões, uma queda de 91,9% em relação aos R$ 4,6 bilhões de 2015. A receita líquida, por sua vez, subiu 4,6%, para R$ 170,4 bilhões, e o Ebitda recuou 15,1%, de R$ 13,3 bilhões para R$ 11,3 bilhões.

A dívida líquida da empresa caiu 4%, de R$ 48,855 bilhões no terceiro trimestre para R$ 46,905 bilhões no quarto trimestre. Com isso, a alavancagem, ou seja, o valor da dívida em relação ao Ebitda, caiu de 4,32 vezes para 4,16 vezes. Já em relação a dezembro de 2015, a dívida caiu 0,3%, mas a alavancagem subiu de 3,18 vezes para 4,16 vezes.

A empresa anunciou hoje também a compra da americana Plumrose USA, que trabalha no segmento de produtos preparados e de alto valor agregado como bacon, presunto, carnes fatiadas e cortes suínos. O valor da compra foi de US$ 230 milhões e a receita líquida anual da Plumrose é de aproximadamente US$ 500 milhões.

A empresa está mais confiante quanto ao cenário de demanda nos Estados Unidos, a melhora da economia e um ciclo maior de disponibilidade de bois para abate, fatores que acabam ajudando em seu desempenho, destaca a corretora Coinvalores. Já o Brasil requer atenção, mesmo que esteja apresentando uma leve melhora os números não são satisfatórios.

Além do maior otimismo com os negócios este ano, a Coinvalores lembra que a JBS opera em mais de 20 países, e continua buscando crescimento via produtos de maior valor agregado, seja pelo desenvolvimento próprio ou compra de empresas, caso da Plumrose. A empresa também continua focada na abertura de capital da JBS Foods International, que irá reunir todos os negócios internacionais da JBS e da Seara.

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar