Arena Renda Fixa, Títulos Privados

Seguros de vida crescem 5,6% em 2016; seguro educação aumenta 78%, mas perde para auxílio funeral

seguro_vida_planejamento_turismo

Os seguros de pessoas, que incluem seguros de vida, de acidentes pessoais, viagem, educacional, entre outras modalidades de proteção, registraram R$ 31,1 bilhões em prêmios (valor pago pelos segurados) em 2016. O valor representou expansão de 4,54% frente ao ano anterior. As informações são da Federação Nacional de Previdência e Vida (FenaPrevi).

O seguro de vida, que representa a maior fatia do mercado, somou prêmios de R$ 13,1 bilhões em 2016, registrando alta de 5,65% frente aos R$ 12,4 bilhões. Já o seguro  prestamista, segunda maior carteira do segmento, que cobre o pagamento de prestações do titular em caso de morte, invalidez ou perda involuntária do emprego, fechou o período com recuo de 6,1% e prêmios de R$ 7,7 bilhões.

No ano anterior foram registrados R$ 8,2 bilhões. A queda reflete a retração da economia brasileira e dos empréstimos e financiamentos. Além disso, diante do crescimento do desemprego, menos lojas, bancos e seguradoras passaram a oferecer a cobertura, pelo risco maior.

De acordo com o levantamento da FenaPrevi, o seguro de acidentes pessoais, que oferece coberturas em caso de morte e invalidez permanente (total ou parcial) e outros riscos causados por acidentes involuntários, obteve alta de 4,04% em 2016 e prêmios de R$ 5,2 bilhões. O auxílio funeral registrou R$ 482,59 milhões em prêmios, representando alta de 24,11% em relação aos R$ 388,85 milhões contratados de janeiro a dezembro de 2015.

Já o maior crescimento no ano foi do seguro educacional, impulsionado pelo receio das famílias quanto à capacidade de fazer frente aos custos de educação dos filhos. O valor pago pelos segurados para contratação de coberturas, segundo a FenaPrevi, somou R$ 48,29 milhões, alta de 78,39% em comparação aos R$ 27,07 milhões do ano anterior. Apesar do crescimento, o valor é insignificante diante de um mercado como o brasileiro e das outras opções de seguros existentes para pessoas.

Seguro prestamista cai menos

Em dezembro, o valor pago em seguros pessoais foi de R$ 3,2 bilhões, alta de 6,67%, em relação aos R$ 3 bilhões registrados no mesmo mês do ano anterior. Seguro de vida obteve expansão de 6,25% e o total de prêmios somou R$ 1,4 bilhão. O seguro prestamista, com prêmios de R$ 828,12 milhões, registrou recuo de 2,09% sobre dezembro de 2015, quando os segurados pagaram R$ 845,77 bilhões para contratar as coberturas do seguro. Há, portanto, uma queda menor em relação à media do ano que pode indicar uma recuperação.

O seguro de acidentes pessoais, por sua vez, obteve alta de 4,42% e somou R$ 433,60 milhões, de acordo com dados do balanço da FenaPrevi. Auxílio funeral registrou R$ 44,72 milhões em prêmios, representando alta de 39,01% em relação aos R$ 32,17 milhões contratados em dezembro de 2015.

Por fim, o seguro educacional, com forte expansão no período, equivalente a 55,07%, com prêmios da ordem de R$ 4,28 milhões.

Ironicamente, os brasileiros gastaram mais com seguro para seu funeral do que com o educacional.

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar