Poupança perde para fundos com taxa de administração inferior a 2,5%

Nos três cenários, os fundos obtêm melhores resultados de rendimento que a caderneta de poupança quando a suas taxas de administração forem inferiores a 2,50% ao ano, independentemente do prazo de resgate do fundo. Para taxas de administração superiores a 2,50%, a poupança segue como a melhor opção de investimento para uma Selic mantida nos atuais 14,25%.

Poupança perde R$ 12 bi em depósitos em janeiro, maior resgate da história

As cadernetas de poupança perderam R$ 12,031 bilhões em janeiro, conforme dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). Foi o maior resgate mensal da história da caderneta, considerando a série história iniciada pelo BC em 1995. Em janeiro do ano passado, os resgates foram de R$ 5,528 bilhões. No ano passado, apenas dezembro teve entrada de recursos, de R$ 4,790 bilhões.

Poupança capta em dezembro, mas saques superam R$ 50 bi no ano, novo recorde

As cadernetas de poupança voltaram a captar em dezembro, com as aplicações superando os resgates em R$ 4,790 bilhões, o único resultado mensal positivo de 2015. Com isso, as cadernetas encerram o ano passado com um resgate líquido de R$ 50,149 bilhões, o maior da história da aplicação e equivalente a 10% do salto total, de R$ 509, 223 bilhões.

Poupança perde R$ 1,3 bi em novembro e saída no ano atinge R$ 58 bilhões, 9% do total

Os saques da poupança superaram os depósitos em R$ 1,303 bilhão, em novembro. Esse foi o 11º mês seguido de retirada líquida de recursos e o pior resultado para meses de novembro, na série histórica do Banco Central (BC), iniciada em janeiro de 1995. Em novembro de 2014, houve mais depósitos do que retiradas, com captação líquida de R$ 2,534 bilhões. Nos 11 meses deste ano, a retirada líquida (descontados os depósitos) totaliza R$ 58,357 bilhões.

Poupança tem resgate de R$ 3,3 bi em outubro; saída no ano chega a R$ 57 bi

As cadernetas de poupança perderam R$ 3,264 bilhões em depósitos em outubro, conforme dados do Banco Central (BC), o maior para o mês desde o início da série histórica. No acumulado do ano, as cadernetas acumulam resgate líquido de R$ 57,054 bilhões até outubro. Em outubro do ano passado, as cadernetas haviam captado R$ 540 milhões.

Poupança tem resgates pelo quarto mês; saída em abril é de R$ 5,9 bi e, no ano, R$ 29 bi

As cadernetas de poupança fecharam abril com resgates líquidos de R$ 5,851 bilhões, a maior saída já registrada no mês desde o início da série histórica do Banco Central (BC), em 1995. Foi o quarto mês seguido de resgates das cadernetas, que acumulam no ano uma saída líquida de R$ 29,081 bilhões, também a maior da história.

Cadernetas têm resgate recorde de R$ 11,4 bi em março; saídas chegam a R$ 23,2 bi no ano

As cadernetas de poupança fecharam março com resgate líquido de R$ 11,4 bilhões, o maior resgate mensal desde 1995, ante uma captação de R$ 1,789 bilhões no mesmo mês do ano passado. Foi o terceiro mês consecutivo de resgates, o que elevou a saída total no ano para R$ 23,230 bilhões no primeiro trimestre, equivalente a quase toda a captação do ano passado, de R$ 24,033 bilhões.

Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar