Arena Renda Fixa, Poupança

Fundos de renda fixa lideram ganhos em março; Ibovespa cai 2,5% e dólar sobe 0,5%

renda_fixa_juros_bolsa_ações_inflação_investimentos_indices

Em um mês marcado pela reversão das expectativas com relação à aprovação dos incentivos à economia americana pelo presidente Donald Trump nos EUA e da aprovação da reforma da Previdência pelo presidente Michel Temer no Brasil, o Índice Bovespa devolveu parte dos ganhos do ano, fechando março em queda de 2,52%, aos 64.984 pontos. No ano, porém, o índice ainda lidera as aplicações. O cenário americano mais incerto, por sua vez, impediu o dólar de servir de contrapeso para a bolsa, como normalmente ocorre. A moeda americana fechou com alta modesta, de 0,55%, vendido a R$ 3,131 no mercado comercial e a R$ 3,30 no turismo.

Nesse ambiente desafiador para os ativos de risco, o destaque do mês foram os fundos de renda fixa mais conservadores, que pelas projeções da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) fecharam acima do juro do referencial da renda fixa, o CDI. Os fundos de média duração, ou seja, médio prazo, projetam ganho de 1,09% brutos e 0,93% líquidos, considerando a alíquota mais baixa, de 15% para prazos de 2 anos.

Já a poupança, com 0,65% no mês, superou a inflação do IGP-M, de 0,01%, o que também não foi tão difícil assim. A medida que os juros básicos caírem, o rendimento da poupança deve se aproximar do ganho líquido dos fundos de menor prazo de renda fixa.

Abaixo, o desempenho das principais aplicações financeiras

 

Rentabilidades no mês
Aplicação Março No ano Liq mês Liq. Ano
RF Dur. Media Grau Invest 1,09 3,17 0,93 2,70
RF Dur. Baixa Grau Invest 1,07 3,09 0,91 2,63
RF Dur. Baixa Soberano 1,05 3,02 0,89 2,57
CDI 1,05 3,03 0,89 2,58
RF Dur.Livre Grau Invest 1,02 3,21 0,87 2,73
RF Dur. Livre Credito Livre 0,98 3,25 0,83 2,76
Renda fixa Simples 0,90 2,62 0,72 2,09
RF Dur. Alta Grau Invest 0,86 3,51 0,73 2,99
Poupança 1 0,65 1,87 0,65 1,87
Poupança 2 0,65 1,87 0,65 1,87
Ouro 0,64 5,22 0,64 5,22
Dólar Comercial 0,55 -3,72 0,55 -3,72
IGP-M 0,01 0,74 0,01 0,74
Ibovespa -2,52 7,90 -2,52 7,90

 

 

Rentabilidades Em 2017 (%)
Aplicação Março No ano Liq mês Liq. Ano
Ibovespa -2,52 7,90 -2,52 7,90
Ouro 0,64 5,22 0,64 5,22
RF Dur. Alta Grau Invest 0,86 3,51 0,73 2,99
RF Dur. Livre Credito Livre 0,98 3,25 0,83 2,76
RF Dur.Livre Grau Invest 1,02 3,21 0,87 2,73
RF Dur. Media Grau Invest 1,09 3,17 0,93 2,70
RF Dur. Baixa Grau Invest 1,07 3,09 0,91 2,63
CDI 1,05 3,03 0,89 2,58
RF Dur. Baixa Soberano 1,05 3,02 0,89 2,57
Renda fixa Simples 0,90 2,62 0,72 2,09
Poupança 1 0,65 1,87 0,65 1,87
Poupança 2 0,65 1,87 0,65 1,87
IGP-M 0,01 0,74 0,01 0,74
Dólar Comercial 0,55 -3,72 0,55 -3,72

 

Fonte: BC, Anbima, FGV, Cetip, CMA, BM&FBovespa. O rendimento dos fundos foi projetado pela Anbima, com base em dados até dia 28. Poupança 1 são depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012, seguindo a nova fórmula de remuneração da caderneta. Poupança 2 são depósitos feitos antes de 4 de maio, que seguiram rendendo 0,5% ao mês mais TR. O imposto de renda descontado dos fundos e do CDI equivale a 15%, referente a aplicações com mais de 2 anos de prazo, com exceção dos fundos curto prazo, cujo desconto foi de 20% do rendimento bruto. Dólar, Ibovespa e ouro não sofreram desconto de imposto. O ouro ativo financeiro é isento de IR para pessoas físicas.

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo