Arena Renda Fixa, Títulos Privados

Equifax admite que hackers roubaram dados de 143 milhões de usuários; executivos venderam ações

ciberataque_hacker_computador_vírus_Bitcoins

A empresa de cadastro de crédito americana Equifax admitiu ontem que hackers invadiram em julho seus sistemas e roubaram dados de 143 milhões de usuários. Além disso, executivos da empresa teriam vendido ações da companhia antes da divulgação do vazamento e usuários preparam ações contra a empresa que podem chegar a US$ 70 bilhões por danos morais. As ações da empresa caíram 14% hoje, segundo a Bloomberg.

Os dados obtidos pelos hackers incluem os nomes, datas de nascimento, endereços, números de seguridade social e carteiras e motoristas, além de 209 mil cartões de crédito de usuários. A Equifax funciona como uma central de informações de crédito, com o cadastro de todos os que já fizeram empréstimos, e fornece a avaliação do comportamento dos consumidores para lojas e bancos aprovarem empréstimos.

O presidente da empresa, Richard Smith, pediu desculpas aos usuários. Foi criado ainda um site para os usuários verificarem se seus dados foram roubados, o www.equifaxsecurity2017.com. A empresa está oferecendo um ano de monitoramento grátis de cartão de crédito em troca de o usuário abrir mão de processar a companhia.

O escândalo do vazamento piorou com a informação de que três executivos da Equifax venderam ações da empresa no mercado antes do anúncio do problema. Eles teriam vendido US$ 1,8 milhão no dia seguinte à descoberta da quebra de segurança. Segundo a empresa, os três não teriam sido informados do vazamento. As porcentagens vendidas pelos três variam de 13% a 4% do que possuíam em ações da empresa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo