Supremo retoma julgamento da “desaposentação” no fim de outubro

A decisão poderá custar bilhões de reais ao governo, que terá de aceitar reajustar os benefícios de quem continuou contribuindo depois de aposentado. Já os aposentados conseguirão elevar seu benefício, que é menor quando é pedido mais cedo pelo fator previdenciário. Há ainda a discussão se o aposentado teria de devolver o que recebeu para receber o novo valor.

Fundos de pensão têm déficit de R$ 65 bi em 2015 até novembro; solvência cai para 90%

Os fundos de pensão apresentaram um déficit de R$ 64,9 bilhões nos primeiros 11 meses de 2015, conforme dados divulgados hoje pela Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp). O déficit mais que dobrou em relação aos R$ 31,4 bilhões de 2014, com um crescimento de 106,68%, mas já vinha aumentando desde 2012 e a expectativa é que chegue a R$ 70 bilhões ou um pouco mais no fechamento de 2015, diz o presidente da Abrapp, José Ribeiro Pena Neto. Das entidades, 108 tiveram déficit enquanto 115 registraram superávit.

Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar