Arena Especial, Banco Central

Juros do rotativo do cartão de crédito atingem recorde de 15,85% ao mês, diz BC

cartao_credito_consumo

Os juros médios do cartão de crédito rotativo alcançaram 484,6% ao ano, ou 15,85% ao mês, em dezembro de 2016. O percentual é recorde na série histórica do Banco Central (BC), iniciada em março de 2011.

O crédito rotativo geralmente é usado quando o cliente não tem condições de pagar o valor total da fatura do cartão de crédito. Ele, então, quita apenas uma parte e o valor restante é cobrado nas faturas seguintes com juros mais caros que os habituais. Pelo seu alto custo, o rotativo é apontado com a principal causa de inadimplência dos consumidores, o que levou o governo a anunciar um plano que limitará o crédito rotativo a 30 dias, depois do quê ele se tornará um crédito pessoal, com juros mais baixos.

As informações sobre os juros em dezembro estão na Nota de Política Monetária, divulgada hoje pelo BC.

A autoridade monetária informou ainda que os juros do cartão de crédito parcelado chegaram a 153,8% ao ano, ou 8,07% ao mês, em dezembro de 2016, caindo 1,6 ponto percentual em relação a novembro e subindo 17,6 pontos percentuais na comparação com dezembro de 2015.

Os juros totais do cartão de crédito encerraram 2016 em 112,4% ao ano, com queda de 5,5 pontos percentuais em relação a novembro, mas alta de 15,1 pontos percentuais ante dezembro de 2015. Esses juros equivalente a 6,48% ao mês.

Também nesta quinta-feira, o BC informou que o saldo total das operações de crédito atingiu R$ 3,107 trilhões em dezembro de 2016. O valor representa retração de 3,5% em relação a dezembro de 2015. O BC atribuiu a queda à retração da economia.

As informações são da Agência Brasil.

Artigo AnteriorPróximo Artigo