Assessoria lista 10 pegadinhas que os bancos podem aplicar nos investidores

A oferta de investimentos pelos bancos para o grande público ainda deixa a desejar, afirma Paulo Figueiredo, diretor de operações da assessoria de investimentos FN Capital. Segundo ele, os investimentos que os bancos oferecem para o varejo quase sempre são os piores do mercado, mas o cliente acaba aceitando pela egurança emocional na instituição ou pelo desconhecimento de que é possível investir por meio de corretoras, assessorias de investimentos e bancos menores, que oferecem opções muito mais rentáveis.

Artigo: orçamento, um instrumento libertador

O orçamento traz à luz a verdadeira situação da nossa vida financeira e nem sempre é “confortável” encarar a realidade. Por exemplo, pode ser muito desconfortável e frustrante verificar que gastamos mais do que podemos, ou mesmo, que gastamos desnecessariamente e que o recomendado é rever os nossos padrões de despesas.

BC quer criar indicadores de inclusão financeira para cobrar metas de bancos

O Banco Central (BC) prepara uma série de indicadores de inclusão financeira que serão usados depois para cobrar dos bancos maior atuação na orientação de seus clientes. A informação é do diretor de Isaac Sidney Menezes Ferreira, diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do BC. Segundo ele, a equipe de inclusão financeira e a área técnica do BC estão trabalhando para montar esse sistema de dados, que poderão servir para estabelecer metas a serem cumpridas pelos bancos.

Casamento e dinheiro: oito passos para conciliar as contas na vida a dois

Várias pesquisas apontam que o dinheiro é a razão número um que leva muitos casais à discussão*. Para tentar evitar essas situações, o Blog Arena pediu à consultora de investimentos da Órama, Sandra Blanco, que elaborasse algumas sugestões para o casal montar um orçamento e manter a união na alegria e na tristeza financeira.

A reforma da Previdência e a educação financeira: viver mais custa caro

À medida que as pessoas vivem mais, precisam guardar mais para a aposentadoria. Um problema sério em um país em que a maioria da população não guarda dinheiro e mal sabe controlar seu orçamento. E, com a previdência pública em crise, a aposentadoria dependerá cada vez mais dos esforços de cada um para poupar, alertam os especialistas.