Artigo: aprovação de MP e nova decisão da CVM devem estimular emissões de CRA

Algumas novidades no campo regulatório podem favorecer as emissões de CRA. No dia 1º de setembro, foi publicada Lei 13.331, permitindo a emissão de CRAs com correção pela variação cambial e outras moedas. Também recentemente, no dia 2 de setembro, a CVM divulgou decisão que não só ampliou o conceito de “direito creditório do agronegócio” apto a lastrear CRA que até então vinha sendo adotado pela área técnica da autarquia, como forneceu orientação clara dos requisitos necessários à sua caracterização.

Artigo: aposentadoria com espírito olímpico; reforma da previdência e juros são desafios

Na minha jornada como planejador financeiro certificado e como professor de cursos de MBA, costumo ouvir poucos depoimentos de pessoas fazendo de forma espontânea o seu planejamento para a aposentadoria. Em geral, as pessoas que postergam esta decisão evocam Santo Agostinho: “Senhor, dai-me castidade e continência, mas não agora”. Ou seja, a preocupação com o futuro financeiro somente no futuro!

Artigo IBCPF: cuidado! Cheque especial não é salário!

É preciso chamar a atenção para pontos muito importantes: o cheque especial foi criado para ser utilizado em casos de emergência, um eventual descasamento entre orçamento e receita ou despesas pontuais inesperadas. Se o cliente precisa de dinheiro com um propósito que não seja esse, de curtíssimo prazo, são indicadas outras modalidades de empréstimos ou financiamentos.

Artigo: O Verbo, a Verba e um Projeto de Nação

Ensinar, cuja etimologia latina remete a “insignare”, ou seja, gravar alguma coisa em alguém, deixar uma marca e Educar, do latim, “educare”, conduzir para fora, ou direcionar, levar de um lugar ao outro, são duas palavras que usamos indiscriminadamente, ora como sinônimos, ora como referenciais à importância da formação cultural e intelectual de nossas crianças e adolescentes.

Artigo: Liberalismo à brasileira, o Estado que nasceu antes da Sociedade

Para entender o Brasil e sua dinâmica econômica e politica, é fundamental observar que uma das características mais profundas do país é, exatamente, a alternância de protagonismo entre Estado e Mercado. Nossa sociedade flerta constantemente, alternativamente e desde sua fundação, com o liberalismo econômico e, ao mesmo tempo, com uma forte ação do Estado como motor do desenvolvimento econômico e essa relação é bilhantemente analisada no paper “Maos Visíveis e Invisíveis na Construção do Estado Moderno”, do doutor em ciências políticas e professor Eduardo Raposo.

Com base na inflação, economista da Gradual calcula dólar justo a R$ 6,70

Consideradas as inflações brasileira e americana acumuladas de 2003 até agora, o preço justo da moeda americana deveria ser de R$ 6,70, muito acima da média atual de R$ 3,50, estima o economista-chefe da Gradual Investimentos André Perfeito. No cálculo, Perfeito estimou a inflação brasileira no período e descontou dela a inflação nos EUA, o que resultaria na perda de valor real da moeda brasileira que deveria corrigir o câmbio.

Artigo: por que o Brasil alterna períodos de crise e expansão?

Identificar empresas capazes de inovar e ser um ponto de ruptura para um novo paradigma mercadológico e social é a mais que óbvia solução para o desenvolvimento econômico de um país. Apesar desse raciocínio ser quase um clichê em países desenvolvidos, no Brasil ainda vivemos na década de 80. Setores do governo brasileiro, principalmente órgãos reguladores e fiscalizadores, ainda pregam o mito “do investimento seguro em títulos públicos”, onde se lê por seguro o que significa livre de risco na literatura financeira.

Artigo: qual é o valor do dinheiro? A importância da educação financeira na infância

A recente geração das crianças e jovens nasceu e cresceu num cenário de economia e consumo aquecidos no Brasil. É uma geração que nunca viu crise. Observo ao percorrer as escolas e em meus cursos que elas estão desejosas de entender o que está se passando no país e nas famílias, tanto do ponto de vista econômico como do ponto de vista ético.

Artigo: em termos de carreira, é melhor ser “booksmart” (estudioso) ou “streetsmart” (esperto)?

Pessoas altamente qualificadas, de certa forma, estão ficando “commoditizadas”. Acabam ganhando menos do que empreendedores, gênios financeiros e mesmo administradores da alta gerência. Vivemos o momento do empreendedorismo tecnológico, da gestão de pessoas, do know-how e do capital humano. Entender as dificuldades do cotidiano e de economias de varejo em escala pode ser a chave para a criação de produtos ou de mercados inovadores e com grande potencial. O fato é que o “streetsmart” está mais na moda do que o “booksmart”.

Alfabetização financeira: você realmente sabe o que está fazendo com seu dinheiro?

Segundo a teoria econômica neoclássica, tomamos decisões financeiras de forma plenamente racional, ou seja, sabemos o que estamos fazendo. Mas as finanças comportamentais, que estudam a influência de aspectos psicológicos nas nossas decisões financeiras, mostram que nem sempre agimos com racionalidade ao tratar com dinheiro. Há discussões até se a educação financeira ajuda realmente os investidores, diante de suas reações muitas vezes irracionais.

Artigo: cautela deve permanecer nos investimentos; preferência é Selic e NTN-B; bolsa ainda traz riscos

Os preços oscilaram bastante em outubro e a entrada de dinheiro de investidores estrangeiros deu algum folego à Bovespa. Mas as incertezas continuam tanto no exterior quando no mercado local. Nesse cenário continuamos recomendando cautela. Privilegie os investimentos em renda fixa de curto prazo, indexados à taxa Selic. Se você tem investimento em dólar mantenha, se não, acho um pouco arriscado entrar agora. Entretanto, na piora do quadro político o real pode se desvalorizar mais.

Aluguel financeiro: tranquilidade de uma renda contínua com liquidez

Já pensou investir em um imóvel, com o objetivo de uma renda contínua (alugar sem o risco de ficar vago) e alta liquidez (se precisar do dinheiro, vendo a qualquer momento)? Estou falando dos títulos públicos, especificamente, os títulos “Tesouro IPCA + com Juros Semestrais” (NTN-B), que garantem uma renda contínua e liquidez diária e são uma excelente alternativa para aposentadoria ou qualquer outro objetivo de longo prazo.

Artigo: na ponta do lápis, quanto dinheiro você precisa para se aposentar?

Ouço muitas pessoas dizerem que seu sonho é ter um milhão de reais e que com isso seus sonhos se realizariam. Pensando apenas na aposentadoria, quanto dinheiro você acha que este milhão poderá te dar? Se você imaginou algo entre oito e dez mil reais (imaginando uma taxa de juro de 0,8% a 1% ao mês), você fez o raciocínio mais comum, que está, infelizmente, errado.

Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar