Arena Especial, Imóveis

Preços de imóveis ficam estáveis em janeiro, diz Fipezap; em 12 meses, alta é de 0,65%

gafisa_tenda_imoveis

O Índice FipeZap – que acompanha o preço de venda dos imóveis em 20 cidades brasileiras – apresentou estabilidade entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017. Com isso, o índice acumula crescimento de 0,65% nos últimos 12 meses.

Em ambos os casos, as variações foram inferiores à inflação esperada (medida pelo IPCA/IBGE), que segundo o Boletim Focus do Banco Central deve ser de 0,51% em janeiro e de 5,49% para os últimos 12 meses.

Individualmente, 12 das 20 cidades pesquisadas apresentaram queda no mês. Apenas em Belo Horizonte o aumento dos preços dos imóveis superou a inflação esperada para o mesmo período. No acumulado dos últimos 12 meses, cinco das vinte cidades pesquisadas registraram queda nominal de preço e uma única cidade registrou crescimento real de preços (novamente, Belo Horizonte).

Em São Paulo, o preço médio subiu 0,01% em janeiro, depois de subir 0,14% em dezembro. Em 12 meses, o preço médio subiu 0,39% apenas.

Já o Rio teve queda de 0,06% em janeiro, mesmo percentual de queda de dezembro, acumulando em 12 meses ecuo de 1,86%.

Com o resultado, o preço médio anunciado do m2 deve registrar queda real de 4,58% nos últimos 12 meses, a se confirmar o IPCA do mês a ser divulgado em fevereiro. Em janeiro de 2017, o valor médio do m2 anunciado das 20 cidades foi de R$ 7.693.

O Rio de Janeiro se manteve como a cidade com o m2 mais caro do país (R$ 10.262), seguida por São Paulo (R$ 8.625). As cidades com menor valor médio por m2 entre as pesquisadas pelo Índice FipeZap foram Contagem (R$ 3.548) e Goiânia (R$ 4.102)

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar