Arena Especial, Educação Financeira

Em livro, Mailson explica economia de forma simples para leigos

Real-Moeda Nacional

Economia não é um assunto fácil, apesar de todos usarem seus princípios desde cedo, seja cuidando da mesada, seja administrando uma empresa ou mesmo cuidando do próprio orçamento. E todos estão sujeitos a suas consequências, especialmente no caso das políticas econômicas malsucedidas, que o diga os milhões de desempregados nos últimos dois anos. Entender um pouco de economia ajuda as pessoas a compreenderem melhor o mundo em que vivem e a prevenir contratempos ou tirar proveito de situações favoráveis que tende a acabar.

Um dos problemas do estudo da economia é que os especialistas falam uma língua difícil de ser compreendida pelos cidadãos comuns não iniciados. Quando falam de alta dos preços ou carestia, ela vira inflação, o desemprego, excedente de mão de obra, o salário vira poder aquisitivo e a gastança dos governantes, déficit fiscal.

Para tentar aproximar um pouco mais a economia do cidadão comum, o ex-ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega, e a diretora da Tendências Consultoria, Alessandra Ribeiro, lançam hoje o livro “A Economia: Como Evoluir e Como Funciona – ideias que Transformaram o Mundo”, pela Trevisan Editora. O livro busca explicar de forma simples a construção do sistema capitalista em que vivemos e os pontos essenciais da chamada teoria econômica.

Mailson usa no livro toda sua vivência de funcionário de carreira do Banco do Brasil e depois de ministro da Fazenda em um dos períodos mais conturbados da história econômica do país, o fim do governo José Sarney, na virada dos anos 1980 para os 1990, quando a inflação chegou a mais de 80% ao mês – sim, mais de 1% ao dia.

Mesmo em um governo fraco, sem apoio no Congresso e desmoralizado por três planos econômicos fracassados, Mailson organizou a transição até a eleição de Fernando Collor de Mello, com a política batizada de “arroz com feijão”, tentando criar algumas bases para controlar a máquina pública e seus gastos, ou seja, colocar alguma ordem na casa. Fez também seu plano econômico, o Verão, no começo de 1989, que segurou os preços por alguns meses, mas não foi capaz de evitar que a inflação voltasse com mais força no fim daquele ano.

Ao deixar o governo em 1990, Mailson passou a se dedicar à consultoria econômica e acompanhou todo processo de reorganização da economia brasileira, desde a abertura econômica de Collor até a estabilização da inflação de Fernando Henrique Cardoso, os anos de fartura de Luiz Inácio Lula da Silva até o desastre do governo de Dilma Rousseff.

O desafio dos autores, segundo eles mesmos definiram, foi o mostrar que é possível escrever um livro de economia sem recorrer aos termos e expressões típicos da disciplina, ou mesmo ao uso de gráficos complexos, tabelas e equações, que seriam um martírio para os demais leitores. Maílson escreveu a parte histórica e Alessandra Ribeiro se encarregou dos conceitos de Economia.

“Entender conceitos de Economia é fundamental para o cidadão comum”, afirma Mailson, pois permite que ele compreenda o que se passa na atividade econômica, na inflação, no crédito, nos juros, no câmbio, no desemprego e em outros campos. Dominar minimamente o assunto pode ajudar a tomar decisões de consumo, aplicar poupanças e até mesmo a votar nas eleições, diz o ex-ministro.

O livro é dividido em duas partes. A primeira trata de eventos que explicam a trajetória da economia, inclusive a brasileira, desde a Antiguidade até os dias de hoje. A segunda explica conceitos básicos para entender como funciona a economia: moeda, inflação, juros, bancos, crédito, mercado de capitais, balanço de pagamentos, finanças públicas, concorrência, desigualdades sociais, globalização e a relação entre estes tópicos, como, por exemplo, a influência do câmbio na inflação. O leitor pode começar por qualquer uma das partes do livro ou intercalar a leitura de capítulos.

O ex-ministro da Fazenda explica que muito de sua formação técnica em Economia se deveu a bons livros, mas que seu aprendizado teria sido mais rápido se tivesse contado com uma obra que tratasse o tema da forma como propõe em seu novo livro. “Eu e a Alessandra procuramos ser o máximo didáticos e sintéticos, os capítulos e os parágrafos são curtos, fáceis de ler, não há fórmulas equações nem tabelas”, ressaltou.

O lançamento será hoje, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, 2073, em São Paulo, a partir das 18h30.

Artigo AnteriorPróximo Artigo