Ações na Arena, Corretoras

XP diz que PF e MP investigam vazamento de dados e que clientes estão seguros

sunglasses-hand-smartphone-desk
A Polícia Federal e o Ministério Público estão investigando o vazamento de dados cadastrais de clientes da XP Investimentos, conforme nota divulgada hoje pela corretora. Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, hackers roubaram dados de 29 mil clientes da XP em 2013 e vinham chantageando a corretora, ameaçando clientes e exigindo o pagamento de R$ 22,5 milhões em Bitcoins, moeda que pode ser usada no mercado negro da internet sem identificação.
Segundo as investigações preliminares, que correm em sigilo, a lista continha dados básicos dos clientes, como nome, e-mail telefone e número da conta na XP de 29 mil clientes. Mas os hackers não teriam tido acesso a dados financeiros ou senhas dos investidores.  Na nota, a corretora informa que os investimentos de todos os clientes estão seguros.
Fraude com três clientes
A corretora informou ainda que os criminosos obtiveram os dados básicos dos clientes entre 2013 e 2014 e que foi identificada “fraude isolada com três clientes”, que foi comunicada às autoridades competentes e “sanada sem qualquer prejuízo financeiro aos envolvidos”.
O comunicado confirma também a extorsão. “Recentemente, os mesmos infratores divulgaram na internet o vazamento destes registos, em uma tentativa de extorsão”, diz a nota, acrescentando que “o vazamento das informações é uma ação criminosa e a empresa está tomando todas as medidas legais cabíveis”.
A XP diz também que tomou medidas para reforçar a segurança da informação em seus sistemas.
Maior receio dos investidores
O caso deve, porém, levantar no mínimo uma discussão sobre a segurança dos dados e dos recursos aplicados em corretoras independentes, justamente no momento em que elas registram seu maior crescimento no mercado brasileiro, especialmente a própria XP. Apesar de mesmo grandes bancos estarem sujeitos a invasões de hackers, os investidores já tinham uma barreira psicológica de deixar o conforto do banco para enviar dinheiro para uma instituição menor. A notícia pode levar alguns investidores a evitarem as independentes, ao menos no curto prazo.
Abaixo, a íntegra da nota da XP enviada aos clientes.
“A XP Investimentos comunica que investiga, em colaboração com a Polícia Federal e o Ministério Público, possível vazamento de dados cadastrais. Conforme os fatos apurados até o momento, criminosos obtiveram informações básicas de determinados clientes entre 2013 e 2014. Importante esclarecer que, muito embora o ocorrido, os investimentos de todos os clientes estão seguros.
No mesmo período, foi identificada fraude isolada com três clientes, que, à época, foi devidamente reportada às autoridades competentes e sanada, sem qualquer prejuízo financeiro aos envolvidos. Recentemente, os mesmos infratores divulgaram na internet o vazamento destes registros, em uma tentativa de extorsão. O vazamento das informações é uma ação criminosa e a empresa está tomando todas as medidas legais cabíveis.
A companhia trabalha constantemente para aprimorar a segurança dos seus clientes. Entre as medidas adotadas nos últimos anos, estão o reforço da estrutura de segurança da informação, além de investimentos em infraestrutura, processos e softwares de Tecnologia da Informação.
A XP Investimentos lamenta o ocorrido e orienta que os clientes tirem dúvidas com seus assessores de investimento ou liguem para 4003-3710 (capitais e regiões metropolitanas) / 0800 880 3710 (demais regiões). O compromisso da empresa com clientes e a transparência é completo e irrestrito.”
 
Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar