Ações na Arena, Dividendos

Vale propõe pagar US$ 500 milhões em dividendos, metade do previsto em janeiro

Ações na Arena_dolar

A Vale reduziu pela metade o valor da segunda parcela dos dividendos a serem distribuídos para os acionistas referentes a este ano, para US$ 500 milhões. O valor foi aprovado hoje pela diretoria executiva da empresa e equivale a US$ 0,097023796 por ação ordinária ou preferencial série A, com base no número de ações em circulação em 31 de agosto. A proposta será enviada agora ao Conselho da empresa e, se for aprovada, o pagamento será feito em 30 de outubro.

Cenário incerto

Segundo a empresa, esses US$ 500 milhões vão se somar ao US$ 1 bilhão pago aos acionistas em 30 de abril. O valor proposto é a metade do anunciado em 30 de janeiro “refletindo um cenário mais incerto para os preços das commodities minerais e o foco da companhia na preservação de seu balanço”. Hoje, os papéis das mineradoras tiveram fortes quedas por conta de dados de desaquecimento da economia chinesa, que levaram o Citibank a prever um minério de ferro a menos de US$ 40 a tonelada. A britânica Glencore caiu 29% e as ações da Vale recuaram 7%. Hoje, o minério está acima de US$ 56,00.

O dividendo foi calculado com base no patrimônio líquido e no capital da Vale. A diferença entre o que foi pago e o dividendo mínimo de 25% do lucro, de acordo com a Lei das S/A, será calculada no fim deste ano, informou a companhia. O conselho da Vale vai analisar a proposta da segunda parcela dos dividendos em 15 de outubro. Os valores em dólares serão convertidos em reais pela taxa média do Banco Central (Ptax) no dia 14 de outubro.

Terão direito ao dividendo todos que tiverem ações da Vale no dia 15 de outubro, o que inclui os American Depositary Receipts negociados em Nova York e na Euronext Paris. Em Hong Kong, a data de corte será dia 19 de outubro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo