Ações na Arena, Índices

Nova carteira do Ibovespa exclui Cesp e aumenta concentração; cinco papéis têm 37% do indicador

Ações na Arena

A nova carteira do Índice Bovespa, que passa a valer na segunda-feira, dia 5 de setembro, até 29 de dezembro, exclui a ação preferencial (PN, sem voto) série B da empresa de energia Cesp conforme a terceira e última prévia do indicador divulgada hoje pela bolsa. Como nenhuma empresa entrará no lugar, o índice passará a ter 58 ações, uma a menos que hoje.

Além disso, aumentará a concentração do indicador em alguns papéis, especialmente os de maior peso. Itaú Unibanco PN passará de 10,457% do índice para 10,711%, Ambev ON (papel ordinário, com voto), de 8,486% para 8,588%, Bradesco PN, de 7,648% para 7,930%, Petrobras PN, de 4,561% para 5,427% e BR Foods ON, de 4,187% para 4,238%. Assim os cinco papéis com maior peso no Ibovespa passarão a representar 36,894% do principal indicador do mercado de ações brasileiro.

A concentração acompanha a valorização dos papéis mais negociados, que aumenta seu valor de mercado, um dos critérios para definir a participação no indicador. O peso de cada papel leva em conta sua negociação e seu valor de mercado.

Vitrine do mercado

Entrar ou aumentar de peso no índice beneficiam as empresas, que passam a ter mais importância nas carteiras dos investidores que usam o Ibovespa como referencial para suas aplicações no Brasil. É o caso dos fundos de pensão e dos investidores estrangeiros. Outros índices também são usados além do Ibovespa, que é visto por alguns gestores como muito concentrado. O mais comum entre os fundos de pensão e os grandes investidores é o IBrX-100, que reúne os 100 papéis mais negociados entre as empresas com maior valor de mercado. O índice define também as carteiras dos fundos passivos, que reproduzem em seus investimentos os indicadores, caso dos Exchange Traded Funds (ETF), fundos com cotas negociadas em bolsa como ações.

No IBrX-100, saíram as ações da Anima ON e da Linx ON. Em compensação, entraram quatro, compensando os fechamentos de capital que reduziram a carteira a 98 papéis. Estão agora no IBrX-100 as ações PN da Alpargatas, as ON do laboratório Fleury, as ON da Metal Leve e as ON da Tupy.

Consumo tem 11 ações novas

Todos os demais índices da BM&FBovespa serão atualizados na semana que vem. E um destaque é o ICON, do setor de Consumo, que passará de 33 ações para 43, com a entrada de 11 papéis e a saída de Cosan ON. Entraram Cyrela ON, Direcional ON, Even ON, EZTEC ON, Gafisa ON, Iochpe-Maxion ON, Metal Leve ON, MRV ON, PDG Realty ON, Rossi Residencial ON e Tecnisa ON.

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar