Ações, Ações na Arena

Kim mira mísseis em Guam, Trump responde e bolsas caem no mundo todo

trump_casa_branca_EUA

A tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte voltou a aumentar hoje, preocupando investidores em todo o mundo, derrubando os preços das ações e aumentando a procura por ativos vistos como proteção. A queda começou de madrugada,na Ásia, após autoridades e o canal oficial de notícias da Coreia do Norte ameaçar um ataque às bases americanas na ilha de Guam.

Ásia e Europa em baixa

O governo afirmou que tem quatro mísseis de alcance médio preparados e apontados na direção da ilha para serem lançados após a ordem do líder norte-coreano, Kim Jong-un. A inusitada estratégia norte-coreana de anunciar onde pretende atacar o inimigo provocou reações imediatas nas bolsas, com o índice Hang Seng recuando 1,13% em Hong Kong e o da Bolsa de Xangai, 0,42%.

Na Europa, o índice Euro Stoxx 600 caiu 1%, o Financial Times, de Londres, 1,44%, o DAX, de Frankfurt, 1,15% e o CAC, de Paris, 0,59%.

Trump, novas ameaças e forte queda nas bolsas

Nos EUA, o presidente americano Donald Trump respondeu às ameaças norte-coreanas afirmando que talvez a expressão “responder com fogo e fúria” não tenha sido dura o bastante. E fez novas ameaças afirmando que é melhor que a Koreia do Norte se acerte ou enfrentará problemas como poucas nações do mundo já enfrentaram”.

As bolsas americanas tiveram a maior queda desde maio, com o Dow Jones perdendo 0,93%, o Standard & Poor’s 500, 1,45% e o Nasdaq 2,13%. O petróleo em Nova York caiu abaixo dos US$ 50,00 o barril, para US$ 48,49, ou 2,16%, e em Londres, 1,59$, para US$ 51,86.

Os juros dos títulos do Tesouro dos EUA, vistos como forma de proteção, caírem de 2,24% ao ano ontem para 2,20%, devido à forte procura. O ouro subiu 0,99% em Nova York. O dólar subiu em relação ao euro e ao iene.

Dólar sobe e Ibovespa cai 1%

Também no Brasil o mercado reagiu muito negativamente. O dólar comercial subiu 0,76%, para R$ 3,176 para venda, enquanto o turismo ficou estável em R$ 3,29. Na bolsa, o Índice Bovespa recuou 1%, para 66.992 pontos, puxado pelas ações da Petrobras e dos bancos. Petrobras PN recuou 2,44% e Itaú Unibanco, 1,26%. Os juros longos subiram também por conta do adiamento da decisão sobre aumentar o déficit fiscal.

Ataque antecipado

O Exército norte-coreano “está examinando seriamente o plano” para executar um ataque com quatro mísseis Hwasong-12, de categoria média, contra Guam, “um forte sinal de advertência aos Estados Unidos”, informou a agência estatal norte-coreana KCNA em comunicado.

Esse plano “será concluído em meados de agosto e será levado ao comandante-em-chefe (Kim Jong-un) das forças nucleares da DPRK (sigla em inglês de República Democrática Popular da Coréia, nome oficial do país) para esperar suas ordens”, afirmou o comandante das Forças Estratégicas norte-coreanas, Kim Rak-Gyom.

Após a resposta norte-coreana, o Pentágono decidiu enviar dois bombardeiros estratégicos B-1B (estacionados em Guam) aos arredores da península da Coreia.

No comunicado de hoje, o militar norte-coreano acusa o presidente americano de “disparar um montão de bobagens”, e de “não ser capaz de entender a gravidade da situação”.

A Coreia do Norte “continuará observando atenciosamente as declarações e o comportamento dos Estados Unidos”, acrescenta a nota.

Já Trump afirmou, numa referência Kim jon Un, que “Ele vem pressionando o mundo há muito tempo”. E que se a Coreia do Norte “fizer qualquer coisa em termos de até mesmo pensar em atacar os EUA ou seus aliados, as coisas acontecerão para eles como eles nunca imaginariam ser possível”.

Com informações da Agência Brasil e agências internacionais

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo