Ações na Arena, Notícias do dia

Bovespa aguarda melhora do ambiente no 2º semestre e IPOs para 2017

Ações na Arena

Com o apoio de uma equipe econômica “medalha de ouro” no governo, o presidente-executivo da BM&FBovespa, Edemir Pinto, disse hoje que espera uma melhora da confiança no país já no próximo semestre e chances de ofertas iniciais de ações (IPOs), mas a “certeza absoluta” de novas empresa em bolsa fica apenas no ano que vem.

Em entrevista sobre o balanço da bolsa no segundo trimestre, o executivo considerou o resultado da bolsa no período “muito bom”, tendo em vista o delicado momento pelo qual passa o Brasil, de crise política e econômica. A Bovespa teve prejuízo de R$ 114,4 milhões de abril a junho. Sem contar os gastos com a alienação de ações do CME Group, a bolsa brasileira teria somado lucro líquido de R$ 496,8 milhões.

Edemir defendeu que o mercado de capitais deverá ter importante papel no desenvolvimento do Brasil nesse processo de recuperação econômica, por isso a expectativa da instituição é grande.

“O governo precisa fazer caixa, já acenou privatizações para um futuro próximo e há um movimento de companhias interessadas em entrar (no mercado de capitais)”, afirmou. Para ele, a expectativa necessária para confiança já está formada, faltando apenas o envio das reformas  econômicas para votação para confirmar esse quadro.

Cade e nova consultoria para fusão com Cetip

Sobre o andamento da avaliação do processo de fusão entre a bolsa e a integradora do mercado financeiro Cetip, o presidente explica que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deve apresentar seu parecer na data prevista, fevereiro do ano que vem, podendo ser estendida para maio, segundo regra do próprio órgão regulador.

Enquanto isso, dentro da BM&Bovespa, o diretor executivo de tecnologia e segurança da informação Luis Furtado ficará responsável unicamente pela integração das sinergias das duas companhias a partir de setembro, à espera da decisão do Cade. Na ausência de Furtado na diretoria, a área ficará sob a gestão de Rodrigo Nardoni.

Além disso, a Bovespa anunciou a contratação da consultoria Ben Company, após concorrência no mercado, para auxílio no processo de integração com a Cetip.

Carf

A bolsa ainda enfrenta na semana que vem, na quarta-feira, mais uma etapa do processo do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) que questiona a amortização do ágio na incorporação das ações da Bovespa Holding pela BM&F.

Artigo AnteriorPróximo Artigo
Receba nossas novidades no seu e-mail.
Enviar